Pesquise no site da PIB:

 

 

 

                        

MENSAGEM PIB BRÁS –  O GRANDE TESOURO ESCONDIDO

 

DATA – 24.09.17 NOITE - TEXTO – II Coríntios 4: 1-18

 

Introdução:

Era costume esconder tesouros em vasos de barro, que possuíam pouco valor ou beleza, e não atraíam a atenção a si nem ao conteúdo valioso. Aqui, representam a fragilidade e a insuficiência humana de Paulo, este poder que a tudo excede provém de Deus e não de nós. A ideia de que a insuficiência absoluta do homem revela a suficiência total de Deus permeia em toda esta carta.

 

Divisão:

  1. VASOS DE BARRO QUE NÃO DESANIMAM

Somos frágeis, mas na dependência do Senhor somos fortalecidos!

Versos 1-4 – O Deus que chama e comissiona seus servos, também fornece as forças necessárias para perseverarem em meio às adversidades e perseguições.

A verdade liberta, e é esta verdade que precisamos proclamar – 2 Coríntios 3:17 “Ora, o Senhor é o Espírito e, onde está o Espírito do Senhor, ali há liberdade. ”

Versos 8-9 – Mesmo pressionados por todos os lados na Força de Cristo resistimos!

 

  1. VASOS DE BARRO COM GRANDE TESOURO

Versos 5-7 – Os falsos mestres falam de si mesmos, procuram glória para si mesmos, nós que somos frágeis e sem valor, temos em nós o Poder de Cristo, Poder que provém de Deus e não de nós mesmos, isto é que revela em nós a riqueza e o poder.

 

  • VASOS QUE SÃO RENOVADOS NO SEU INTERIOR A CADA DIA

Versos 13-18

Quanto mais anunciamos a Graça de Jesus aos outros, mais somos fortalecidos a continuar proclamando, sendo assim animados.

Verso 16 – nosso exterior pode se desgastar, mas no interior estamos sendo renovados.

Verso 18 – é preciso olhar para o que se não vê, não para o que é transitório. Nisto repousa a força do Crente.

 

CONCLUSÃO:

 

Vasos de barro são frágeis, mas com este grande tesouro guardado, somos renovados a cada manhã pelas misericórdias que se renovam em nossas vidas e pelo desejo cada vez maior de anunciar:

Jesus – Transformação e vida!