Pesquise no site da PIB:

 

 

 

                        

TEXTO – Salmos 110

I. INTRODUÇÃO:

Este é um dos Salmos mais citados no Novo Testamento por suas claras referências ao Messias. Este Salmo é citado por Mateus, Marcos e Lucas. Pedro citou este Salmo no sermão de Atos 2:32-36 e Pedro não tinha dúvidas que Jesus era o Messias.

Pedro citou este Salmo para provar que Cristo fazia parte da Trindade, e que Ele, Cristo, cumpriu literalmente a profecia deste Salmo.

 

II. DIVISÃO:

 

  1. JESUS APLICA O SALMO A SI MESMO – verso 1-7 – Mateus 22:41-45 – O próprio Jesus citou o salmo e o aplicou a si mesmo. Jesus explicou que este salmo falava sobre o Messias como sendo maior que Davi, o maior rei de Israel. Foi o que Pedro usando o salmo afirmou, que Jesus, o Messias, está à direita de Deus e é Senhor de tudo (Atos 2:32-35). A Bíblia ensina claramente que Jesus é o Messias e Senhor. 
  1. JESUS DERROTARÁ OS INIMIGOS DE DEUS – na carta aos Hebreus 1:3 e 10:12-13, vemos a promessa que Cristo vai derrotar Satanás e será Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. 
  1. JESUS O ETERNO SUMO SACERDOTE – verso 4 – ainda na carta aos Hebreus 5:6; 6:20 e 7, Jesus é descrito mais completamente como nosso Sumo Sacerdote Eterno, segundo a ordem de Melquisedeque.

Melquisedeque, rei de Salém é um dos personagens mais misteriosos da Bíblia. Em Genesis 14:18-20 ele apareceu na vida de Abraão (então, Abrão) e nunca mais se ouve falar dele. Ele foi o primeiro sacerdote/rei das escrituras, encorajou a Abraão a servir a Deus sinceramente e seu caráter refletia se amor por Deus. Governou em Salém, que seria a futura Jerusalém e sacerdote do Deus Altíssimo. Em hebreus lemos 7:1,4 – da sua grandeza e importância.

 

III. CONCLUSÃO: 

Vemos a importância deste salmo no seu valor profético e revelador a respeito do Messias. Quantas verdades reveladas nos salmos a respeito de Jesus e seu ministério.