Diversos

Especialista ressalta o que não deve ser postado nas redes.
O ideal é dar foco ao que é positivo e evitar exposições desnecessárias.

Páginas de entrada do Facebook. (Foto: Rick Wiking/Reuters)

Recrutadores estão de olho no que é postado no Facebook (Foto: Rick Wiking/Reuters)

Pensar as redes sociais apenas como ferramenta para descontração não é errado, mas usá-las para potencializar as carreiras, promovendo o crescimento profissional e o networking exige cuidados que envolvem dar foco adequado ao que é positivo e evitar exposições desnecessárias, segundo Celso Bazzola, consultor em recursos humanos e diretor executivo da Bazz Estratégia e Operação de RH.

 

“Nesse novo mundo online que muitos estão descobrindo são necessários muitos cuidados similares aos que tomamos em nosso dia a dia, nos passeios, no trabalho ou em casa”, alerta.

Veja dicas do especialista para tirar proveito profissional de redes sociais como LinkedIn e Facebook.

Continue reading

No domingo, dia 30 de Julho, no Programa Semanal que a MCA realiza no horário das 17 às 18 horas, recebemos com muita alegria a presença do Pastor Marcos Peres que desenvolveu o tema do Perdão, tão importante na vida cristã. O estudo foi baseado na carta de Filemon. Para introduzir o assunto ele convidou algumas irmãs para o ajudarem na dinâmica. Cada uma delas recebeu uma quantidade de grãos de feijão que foram divididos nas suas mãos.  Ele pediu que as irmãs realizassem as atividades que ele pediu, tais como, bater palmas, cumprimentar uma a outra e ainda procurar um texto na Bíblia. Elas não conseguiram realizar as atividades pois os grãos de feijão nas suas mãos impediam a realização das atividadades propostas. Ele nos disse que as mágoas impedem o pleno desempenho da nossa vida cristã tais como os grãos de feijão impediram a atividade. Em seguida, recolheu os grãos e as irmãs foram convidadas a realizarem o que foi pedido. Todas fizeram com facilidade. Assim é a vida cristã. Precisamos perdoar para o crescimento do reino de Deus. Em seguida, o Pr. Marcos Peres desemvolveu o conteúdo do estudo com base na Carta de filemon. No final do programa, a irmã Marilia Berzins fez algumas perguntas ao Pastor sobre perdão.

                  Pastor Marcos Peres

 

Adoção das Missionárias Voluntárias da Cristolândia

O Programa Semanal da MCA do dia 9 de Julho foi com as missionárias voluntárias Hilda e Aline da Cristolândia. São duas jovens que atenderam o chamado de Jesus e deixaram suas casas e famílias na Bahia e em Pernambuco e vieram dedicar suas vidas na restauração das vidas dos dependentes químicos do Projeto da Junta de Missões Nacionais  Cristolândia (São Paulo).

A PIB do Brás abraçou as duas jovens e as irmãs da nossa Igreja se comprometeram a orar pelas vidas das jovens e contribuir na manutenção afetiva, espiritual e material nas suas necessidades. Foi um momento muito especial em que elas compartilharam suas experiências, alegrias, dificuldades e desafios no contínuo cumprimento da ordem de Jesus em levar as boas novas àqueles que precisam, independente das circunstâncias.

Missionária Hilda                           Missionária Aline

Seis formas pelas quais Jesus combateu a depressão

Versículo do dia: E, levando consigo a Pedro e aos dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. (Mateus 26.37)

Havia várias táticas na batalha estratégica de Jesus contra o desânimo.

  1. Ele escolheu alguns amigos próximos para estar com ele. “Levando consigo a Pedro e aos dois filhos de Zebedeu” (Mateus 26.37).
  2. Ele abriu a sua alma para eles. Ele lhes disse: “A minha alma está profundamente triste até à morte” (Mateus 26.38).
  3. Ele pediu a sua intercessão e companheirismo na batalha. “Ficai aqui e vigiai comigo” (Mateus 26.38).
  4. Ele derramou o seu coração ao Pai em oração. “Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice!” (Mateus 26.39).
  5. Ele descansou a sua alma na soberana sabedoria de Deus. “Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres” (Mateus 26.39).
  6. Ele fixou o seu olhar na gloriosa graça futura que o esperava do outro lado da cruz. “Em troca da alegria que lhe estava proposta, [ele] suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus” (Hebreus 12.2).

Quando ocorrer algo em sua vida que pareça ameaçar seu futuro, lembre-se disso: As primeiras oscilações da bomba não são pecado. O perigo real é ceder a elas, entregar-se, não iniciar nenhuma luta espiritual. E a raiz dessa rendição é a incredulidade: um fracasso em lutar pela fé na graça futura; um fracasso em estimar tudo o que Deus promete ser para nós em Jesus.

Jesus nos mostra outro caminho. Não sem dor, nem passivo. Siga-o. Encontre seus amigos espirituais e confiáveis. Abra sua alma para eles. Peça-lhes que vigiem e orem com você. Derrame a sua alma ao Pai. Descanse na soberana sabedoria de Deus. E fixe os seus olhos na alegria que está diante de você nas preciosas e magníficas promessas de Deus.

Fonte: http://voltemosaoevangelho.com/blog/2017/07/9-de-julho-seis-formas-pelas-quais-jesus-combateu-depressao/