Culto de Oração

“Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles.”
Mateus 18:20

Nosso querido pastor Marcos Peres relembra brincando que na sua infância, quando, ia à igreja com sua mãe e avó, os vizinhos saíam à porta de suas casas ao vê-los passar, chamando-os de “pessoal das seis horas”… Opa, não é bem por conta do horário… eles saíam à porta para pedir aos que iam à igreja:

– “Cês ora pra mim?”

Pois é, orar é uma das marcas do povo de Deus desde sempre. Em diversas passagens bíblicas, como no livro de Atos (4:24, 12: 5, 21: 5), nota-se que os cristãos se reuniam para orar.

Negligenciadas na atualidade, as reuniões de oração são muito valiosas para quem está participando da reunião, assim como para o corpo da igreja como um todo. 

É inegável que entre os grandes benefícios da oração corporativa está o poder de unificar nossos corações como um. Ao orarmos não somente por nossas vidas e nossas famílias, mas por todos – e mais, uns pelos outros – nos unimos espiritualmente. 

“Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.”
Filipenses 4:6

Nesta quarta-feira, 26/08/2020, no Culto de Oração, o pastor Marcos Peres nos exortou a reflexionar sobre a segunda chance de Jonas e sua resistência ao chamado que recebeu do Senhor. 

Quantas vezes desviamos nosso caminho da exata missão que Deus nos deu? O Senhor está pronto para nossa obediência!

Jonas prega em Nínive
Veio a palavra do Senhor, segunda vez, a Jonas, dizendo: Dispõe-te, vai à grande cidade de Nínive e proclama contra ela a mensagem que eu te digo. Levantou-se, pois, Jonas e foi a Nínive, segundo a palavra do Senhor. Ora, Nínive era cidade mui importante diante de Deus e de três dias para percorrê-la. Começou Jonas a percorrer a cidade caminho de um dia, e pregava, e dizia: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida.
O arrependimento dos ninivitas
Os ninivitas creram em Deus, e proclamaram um jejum, e vestiram-se de panos de saco, desde o maior até o menor. Chegou esta notícia ao rei de Nínive; ele levantou-se do seu trono, tirou de si as vestes reais, cobriu-se de pano de saco e assentou-se sobre cinza. E fez-se proclamar e divulgar em Nínive: Por mandado do rei e seus grandes, nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas provem coisa alguma, nem os levem ao pasto, nem bebam água; mas sejam cobertos de pano de saco, tanto os homens como os animais, e clamarão fortemente a Deus; e se converterão, cada um do seu mau caminho e da violência que há nas suas mãos. Quem sabe se voltará Deus, e se arrependerá, e se apartará do furor da sua ira, de sorte que não pereçamos?
Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria e não o fez.
 
Junte-se a nós no próximo Culto de Oração. Durante este período de distanciamento social pela Covid-19, os encontros acontecem nos nossos canais de Youtube e Facebook. 

Curta, compartilhe e abençoe famílias. Compartilhe palavras de esperança, envie as mensagens para alguém e espalhe a Palavra de Deus.

Deixe um comentário