Por que há pena de morte na Bíblia se Deus disse “não matarás”?

A leitura bíblica de hoje é:

📜Números 35 e 36
📖 Lucas 19

📜”Assim, não profanareis a terra em que estais; porque o sangue profana a terra; nenhuma expiação se fará pela terra por causa do sangue que nela for derramado, senão com o sangue daquele que o derramou.”
(Nm 35:33)

Para muitos, essa é realmente uma questão muito difícil. Mas será que estamos diante de uma contradição na Bíblia?

É importante notarmos que há uma grande diferença entre pena de morte e homicídio. Ninguém tem o direito de tirar a vida de outrem, pois o homem foi feito à imagem de Deus (Gênesis 9.6). Por isso, o homicídio era duramente castigado. No caso da pena de morte, ela era autorizada num estado teocrático, como um meio de executar a justiça divina. Não era um assassinato, mas a retribuição à altura de um crime terrível.

A ideia bíblica da pena de morte no Antigo Testamento era a da justiça retributiva.

Portanto, há grande diferença entre matar um inocente sem razão e punir com morte um criminoso homicida.

Reflexão:
– Será que a pena de morte cabe na realidade do Novo Testamento?
– Você acha que um assassinato confesso merece pena de morte?
– Os possíveis erros da justiça devem impedir uma lei como a da pena de morte?

(📚B.E. Esperança, 2000, pg. 125)

A leitura coletiva da Bíblia em 1 ano é uma atividade anual, promovida pelo Instituto Bíblico, parte do MEC (Ministério de Educação Cristã) da PIB do Brás, liderado pelo irmão Saulo Calixto.

Curta, compartilhe e abençoe famílias. Compartilhe palavras de esperança, envie as mensagens para alguém e espalhe a Palavra de Deus.

Deixe um comentário