Não esqueça o mais importante

No culto matutino desse domingo, 23/05/2021, o pastor Marcos Peres nos trouxe a história do povo, no capítulo 2 do livro de Juízes.

Não esqueça o mais importante.

Com uma anedota, o pastor nos convidou a refletir sobre o valor das nossas famílias e das crianças e jovens que temos na igreja. Um zoom no vídeo da transmissão destacou todos os que estavam presentes e têm menos de 35 anos. E o pastor relembrou das crianças trazendo dízimos e ofertas ao gazofilácio, dos adolescentes e jovens que no sábado tiveram reunião de trabalho na JPC, a Juventude Pode Crer. Há 110 anos, apenas 23 irmãos se reuniram sob a luz de lampiões e só estamos aqui hoje porque eles passaram a paixão por Jesus Cristo para as novas gerações.

A leitura dessa manhã nos traz o registro de pessoas que deixaram de passar para a nova geração os milagres do Senhor.

📜“E, depois dela, se levantou uma nova geração, que não conhecia o Senhor, nem as obras que ele havia feito por Israel.”
‭‭Juízes‬ ‭2:10‬ ‭NAA‬‬

Quantos filhos, sobrinhos, netos, jovens estão distantes do Senhor porque não ouviram em seu lar a mensagem do Senhor? Quantos vivem falando de “conquistar, manter e construir” e não agradecem em família?

Conquistar sim, mas não perder a nova geração. Precisamos deixar esse legado. Aquele povo conquistou bens materiais, mas perdeu seus valores espirituais. Hoje mais do que nunca é necessário o exercício da fé em família, para que em nossos lares o caráter dos nossos filhos sejam formados. Que responsabilidade temos diante das novas gerações. A obra é feita nos corações dos nossos filhos é feita pelo Espírito Santo de Deus. Mas somos nós, com nossas orações e nosso exemplo, que formamos a “boa madeira” que, no tempo de Deus, se incendiará com o fogo santo.

Em 2021, transforme o mundo compartilhando graça e misericórdia.

Veja ou reveja a mensagem nas redes sociais da PIB do Brás:

Curta, compartilhe e abençoe famílias. Compartilhe palavras de esperança, envie as mensagens para alguém e espalhe a Palavra de Deus.

Deixe um comentário