Que objeto pode proteger-me dos maus fluidos?

A Leitura Bíblica de hoje é:

2 Reis 18 e 19 📜
Atos 3 📖   

“Removeu os altos, quebrou as colunas e deitou abaixo o poste-ídolo; e fez em pedaços a serpente de bronze que Moisés fizera, porque até àquele dia os filhos de Israel lhe queimavam incenso e lhe chamavam Neustã.” (2Rs 18.4)

Que objeto pode proteger-me dos maus fluidos?
(2Reis 18.1-4)

Quantas pessoas vivem com medo de más influências espirituais!

Com a intenção de buscar proteção, usam todo tipo de objeto. 

Será que devemos agir assim?

No tempo do rei Ezequias, houve práticas semelhantes. Além de confiar em ídolos, o povo começou a venerar e a confiar numa serpente de bronze. Essa serpente fora feita por Moisés sem qualquer propósito de veneração, mas agora ela tinha se tornado um talismã espiritual de muitos. Por isso, o rei Ezequias mandou destruí-la, pois ela não tinha poder nenhum e havia se tornado um objeto de superstição e de crendice. Só Deus pode proteger alguém do mal. Nenhum objeto místico pode trazer proteção a ninguém.

Reflexão:

– Você acha que a ignorância favorece essas crendices?

– Será que existe gente de má fé, que explora a credulidade de pessoas simples?

– Como vive uma pessoa cheia de crendices? Tem ela de fato segurança?

(B.E. Esperança, 2000, pg. 273)

A leitura coletiva da Bíblia em 1 ano é uma atividade anual, promovida pelo Instituto Bíblico, parte do MEC (Ministério de Educação Cristã) da PIB do Brás, liderado pelo irmão Saulo Calixto.

Curta, compartilhe e abençoe famílias. Compartilhe palavras de esperança, envie as mensagens para alguém e espalhe a Palavra de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Igreja Batista do Brás. Uma igreja bíblica, missionária e acolhedora, fundada em 8 de junho de 1911. Uma comunidade de fé unida pelo amor da Graça de Jesus Cristo derramada em nossos corações; unidos no propósito de reviver a cada dia a história de alegria pela vida de cada alma rendida aos pés do Senhor; alegria pelos passos de cada um rumo a Jesus Cristo, Autor e Consumador da nossa fé; alegria de esperar a Gloriosa Vinda do Nosso Amado Salvador. (Pr. Marcos Peres)
Artigos recentes