Qual é a autoridade final em questões religiosas?

A Leitura Bíblica de hoje é:

Isaías 6 a 8 📜

1Coríntios 14 📖 

“Quando vos disserem: Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos?” (Isaías 8.19)

Não é possível fugir dessa questão! Quem pode dar a última palavra quando muitos estão em dúvida sobre a sua vida espiritual? Muitos confiam em uma instituição. Outros acreditam na tradição em que cresceram sem nunca questionarem nada. 

Há ainda aqueles que confiam em líderes religiosos específicos. Há também os que procuram espíritos e adivinhos. Quem está certo? 

Aqui temos a resposta: A Palavra de Deus é autoridade final.

Isaias afirma ao povo do seu tempo que eles deveriam buscar a verdade de Deus na Lei (ou no testemunho escrito de Deus), a Palavra escrita de Deus em seu tempo. 

Ninguém precisa ser enganado: 

Procure a verdade na Bíblia, a Palavra de Deus.

Reflexão:

– Por que uma instituição religiosa não pode servir de autoridade final em questões religiosa?

– Você conhece alguma instituição religiosa que se retratou ou mudou a sua doutrina?

– Você tem o hábito de confrontar o que você ouve com as Escrituras?

(B.E. Esperança, 2000, pg. 476)

A leitura coletiva da Bíblia em 1 ano é uma atividade anual, orientada pelo pastor Adesilto Asevedo Silvestre (@adesilto.asevedo) e promovida pelo Instituto Bíblico, parte do MEC (Ministério de Educação Cristã) da PIB do Brás, liderado pelo irmão Saulo Calixto.

Curta, compartilhe e abençoe famílias. Compartilhe palavras de esperança, envie as mensagens para alguém e espalhe a Palavra de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Igreja Batista do Brás. Uma igreja bíblica, missionária e acolhedora, fundada em 8 de junho de 1911. Uma comunidade de fé unida pelo amor da Graça de Jesus Cristo derramada em nossos corações; unidos no propósito de reviver a cada dia a história de alegria pela vida de cada alma rendida aos pés do Senhor; alegria pelos passos de cada um rumo a Jesus Cristo, Autor e Consumador da nossa fé; alegria de esperar a Gloriosa Vinda do Nosso Amado Salvador. (Pr. Marcos Peres)
Artigos recentes