Mensagem de Culto

Pastor Irland Pereira de Azevedo e Pastor José Vieira da Rocha na PIB do Brás

Neste domingo, 09/01/2022, no culto matutino teremos mensagem do pastor Dr. Irland Pereira de Azevedo. Ele é presidente emérito da Convenção Batista Brasileira e da Convenção Batista do Estado de São Paulo. 

Neste domingo, 09/01, no culto matutino teremos mensagem do pastor Dr. Irland Pereira de Azevedo. Ele é presidente emérito da Convenção Batista Brasileira e da Convenção Batista do Estado de São Paulo. 

E no culto vespertino teremos mensagem do querido pastor José Vieira da Rocha, Pastor emérito da PIB do Brás e Presidente emérito da Convenção Batista do Estado de São Paulo. 

 no culto vespertino teremos mensagem do querido pastor José Vieira da Rocha, Pastor emérito da PIB do Brás e Presidente emérito da Convenção Batista do Estado de São Paulo. 

Será uma oportunidade ímpar. Se você pode, venha até a igreja com sua família. Participem! 

E para quem ainda não pode estar presente, veja ou reveja as transmissões pelo YouTube: 

Primeira Igreja Batista do Brás

Rua Major Otaviano, 363 – Belenzinho – 03054-050 

São Paulo / SP – Próximo ao Metrô Bresser 

Tels: (11)2693-1764 | 2693-8998

www.pibdobras.com.br

Acompanhe nossa programação fixa:

  • Domingos: Culto Matutino, às 9h, e Culto Vespertino, às 18h30
  • Quartas-feiras: Culto de Oração e Estudo Bíblico, às 20h
  • Escola Bíblica Dominical para todas as idades, todos domingos, às 10h30, após o culto matutino. 
  • Encontros de MCM, SMM, MR e ER domingos, às 17h, antes do culto vespertino. 
  • Culto e Escola Bíblica Dominical em espanhol todos os domingos, às 16h30.

Obs: Neste mês de janeiro, em virtude das férias escolares, pedimos que confiram por telefone na igreja quais atividades das organizações funcionarão presencialmente, pois teremos muitas atividades exclusivamente online.

5 solas da Reforma

Na tarde do domingo, 31/10/2021, tivemos mensagem do pastor Marcos Peres intitulada “As 5 solas da Reforma”, baseada em Romanos 1:17-18.  

“Pois o evangelho mostra como é que Deus nos aceita: é por meio da fé, do começo ao fim. Como dizem as Escrituras Sagradas: “Viverá aquele que, por meio da fé, é aceito por Deus.” Do céu Deus revela a sua ira contra todos os pecados e todas as maldades das pessoas que, por meio das suas más ações, não deixam que os outros conheçam a verdade a respeito de Deus. (Rm 1:17-18)

Cinco solas são frases latinas que definem princípios fundamentais da Reforma Protestante em contradição com os ensinamentos da Igreja Católica Apostólica Romana. 

A palavra latina “sola” significa “somente” em português. E os cinco solas são: Sola Gratia, Sola Fide, Sola Scriptura, Solus Christus e Soli Deo Gloria. 

A Reforma Protestante foi um movimento de reforma religiosa ocorrido na Europa, no século XVI. Esse reformismo religioso foi iniciado por Martinho Lutero, um monge alemão insatisfeito com a cobrança de indulgências pela Igreja Católica.

Estes princípios não foram estabelecidos na Reforma, foram extraídos das 95 teses de Martinho Lutero que resgataram as Sagradas Escrituras. A Reforma foi um mover em direção ao Evangelho, um retorno ao cristianismo original e o resgate dos princípios cristãos. Nós, os batistas, somos herdeiros da Reforma por meio dos princípios daqueles que nos precederam. Cremos nesta Palavra, na regeneração que só é possível pela obra do Espírito Santo de Deus, pois pregamos a Palavra, mas a transformação só ocorre na ação do Espírito Santo de Deus. 

Temos dupla cidadania, pois somos cidadãos do nosso país e também dos céus. Exercemos liberdade de consciência e de expressão, aquela que querem nos tirar, como aconteceu com um jogador de vôlei nesta semana. Os batistas estão entre os primeiros no mundo a defender a liberdade de expressão. Sou grato por ser batista porque tomamos nossas decisões em assembleias nas quais todos têm o direito de expressar sua opinião. 

Antes da Reforma, as pessoas não tinham o direito de ler a Bíblia. Uma das primeiras ações de Lutero foi traduzir a Bíblia do latim para o alemão, para que todos pudessem ter acesso as Escrituras Sagradas. Vemos hoje,  num estudo missiológico, como é importante traduzir as Escrituras. Cada vez que contribuímos, ofertamos para missões, estamos garantindo o trabalho de pessoas que ajudam a Bíblia a ser entendida de maneira clara para todos em seu próprio idioma. 

A primeira “sola”, o primeiro “somente” é este: Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. (Efésios 2:8)

O segundo somente diz “somente Cristo”.   “Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos”. (Atos 4:2)

O terceiro somente trata da fé.  ”O justo viverá pela fé” dito em Habacuque 2:4 e repetido em Romanos 5:1.

Somente a Escritura. A Bíblia deve ser nosso guia, nossa leitura mais preciosa. Leia esta Palavra. “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam” (João 5:39) 

E o último “sola“ nos lembra que nenhum homem pode ser salvo por si e que somente pela Graça, mediante a fé em Jesus Cristo, podemos alcançar plena redenção, a Ele toda honra e glória. 

Veja ou reveja a mensagem no nosso YouTube:

Compartilhe palavras de esperança, envie as mensagens da nossa igreja para alguém e espalhe a Palavra de Deus pelas redes sociais.

Crianças nos braços de Jesus

No culto dominical matutino, o pastor Marcos Peres nos trouxe reflexão em Lucas 9:46-49.

Quem é o maior no Reino de Deus?

“Levantou-se entre eles uma discussão sobre qual deles seria o maior. Mas Jesus, sabendo o que se lhes passava no coração, tomou uma criança, colocou-a junto a si e lhes disse: Quem receber esta criança em meu nome a mim me recebe; e quem receber a mim recebe aquele que me enviou; porque aquele que entre vós for o menor de todos, esse é que é grande.” (Lucas 9:46-48 ARA)

As crianças têm tido um papel significativo a respeito do que vemos no ativismo e nas manifestações dos movimentos sociais. Elas (as crianças e adolescentes) se envolvem porque, como disse o profeta Jeremias, querem ter um futuro.

Citando diversos adolescentes do mundo, o pastor nos exorta: 

Precisamos aprender com as crianças a ter cuidados com o mundo.

O Senhor Jesus chama nossa atenção aos pequeninos, afirmando que “dos tais é o Reino dos céus”. 

Assim como é hoje, na Bíblia temos crianças que fizeram diferença. A serva de Naamã (2Reis5:1-5) contou com credibilidade extraordinária porque testemunhou com convicção sua confiança no Senhor. Perceberam o tamanho da fé e da certeza dessa menina! A mensagem de uma criança faz a diferença.

Tudo que as nossas crianças testemunham é luz para as famílias com as quais elas convivem. 

Quando um testemunho, na defesa climática ou na defesa do seu Deus, tem um peso diferente. Tem uma credibilidade ímpar, porque olha para o mundo de um jeito diferente e único. 

A primeira multiplicação dos pães e peixes (João 6:1-15) traz outro personagem jovem corajoso e generoso, que ofereceu sua pequena porção de lanche e de sua atitude surgiu um milagre precioso para todos.

Irmãos, não desprezem nossas crianças!

Se André não desse atenção a esse menino, Jesus teria dado um jeito, mas a transformação da vida daquela criança. 

Quem é o mais importante? Tem valor o que recebe Jesus como uma criança (Marcos 9:35-37), então se você quer ser um amigo ainda melhor de Jesus, comece sendo um bom amigo de uma criança. 

Olhe para as crianças com um olhar de quem deseja aprender, com um olhar de Jesus, olhe para essas meninas e esses meninos para cuidar do futuro de maneira sábia. 

Guarda com toda diligência o teu coração porque dele provem todas a coisas da vida (Provérbios 4:23) e guarda bem o coração do teu filho para que um dia ele possa ter condições de entregá-lo a Jesus. 

Veja ou reveja a mensagem no nosso YouTube:

Oração, nossa prioridade ( I Timóteo 2:1-8)

Completando a série “Oração, nossa prioridade”, o pastor Marcos Peres (@pr.marcosperes) nos trouxe mensagem em I Timóteo 2:1-8.

“Em primeiro lugar peço que sejam feitos orações, pedidos, súplicas e ações de graças a Deus em favor de todas as pessoas. Orem pelos reis e por todos os outros que têm autoridade, para que possamos viver uma vida calma e pacífica, com dedicação a Deus e respeito aos outros. Isso é bom, e Deus, o nosso Salvador, gosta disso. Ele quer que todos sejam salvos e venham a conhecer a verdade.
Pois existe um só Deus e uma só pessoa que une Deus com os seres humanos — o ser humano Cristo Jesus, que deu a sua vida para que todos fiquem livres dos seus pecados. Esta foi a prova, dada no tempo certo, de que Deus quer que todos sejam salvos. E eu fui escolhido como apóstolo e mestre dos não judeus para anunciar a mensagem da fé e da verdade. Eu não estou mentindo; estou dizendo a verdade.
Quero que em todos os lugares os homens orem, homens dedicados a Deus; e que, ao orarem, eles levantem as mãos, sem ódio e sem brigas.”
(I Timóteo 2:1-8)

O apóstolo Paulo, que aprendeu com o Senhor sobre o valor da oração, aqui traz essa orientação ao seu discípulo Timoteo, enfatizando que a prática da oração é valiosa e deve ser feita sempre em nome de Jesus, o único mediador entre Deus e os homens.

A ênfase é também na escolha de, antes de tudo, orar e consagrar a Deus nossos planos, desejos e necessidades.

Depois devemos orar por todos pois Deus deseja que todos os homens sejam salvos. Não deixe de orar pelos perdidos, por aqueles que precisam ser alcançados pela graça de Jesus.

Não menos importante é orar também pelas autoridades civis. Somos do Senhor e precisamos colocar o governo nas mãos de Deus. Assim garantimos nossa própria liberdade. Hoje vemos nações que se dizem cristãs e questionam a presença da Bíblia em escolas e outros espaços públicos.

Eu e você somos designados para levar esta mensagem do Evangelho e devemos orar para que possamos com sabedoria usar todas as ferramentas para proclamação do Evangelho. Quer seja de forma pessoal, em mídias, nas praças, em cultos públicos, onde pudermos devemos pregar o Evangelho para todos.

A PIB do Brás tem uma história linda dos “arrastões” que se faziam entre o Largo da Concórdia e a rua Maria Marcolina (onde a igreja funcionou por anos), levando o Evangelho com coragem a todos.

Que estejamos orando uns pelos outros, por quem ainda não foi alcançados pela Graça e também pelos que já estão alcançados, para que não desanimem. Em Atos 1:13-14, lemos que a igreja primitiva orava sem cessar, uns pelos outros, esperando serem revestidos de coragem e poder, como prometido por Jesus. Em Atos 2:42, reforça-se a oração de uns pelos outros, assim como

As primeiras lutas da igreja foram vencidas pelas orações, assim como as primeiras decisões, como a narrada em Atos 6 na instituição dos diáconos. Os apóstolos não perderam o foco da Palavra e da oração. E quando veio a provação das prisões e martírios, em Atos 12, havia oração incessante a Deus por parte da igreja a favor dele.

Que tenhamos esta dinâmica da oração em nossa vida, para que possamos também avançar como igreja de Jesus. As vezes parece que está tudo calmo, mas pode mudar a qualquer momento e na oração é que tudo se acalma.

Veja ou reveja o culto completo no canal do YouTube:


Humildade da criança

Uma das características de Davi é a humildade, de ouvir Deus e de atender seus desígnios. 

No culto vespertino de domingo, 24/10, o pastor Marcos Peres trouxe uma reflexão sobre o Salmo 131 e citou também Mateus 18:3-4, passagem na qual Senhor Jesus tratou da humildade da criança. Lembrando das famílias que foram agraciadas com bebês neste tempo (de isolamento ou distanciamento social) e enaltecendo o “descanso no Senhor” (Sl 131:2) que os pequeninos nos ensinam quando convivemos com eles.

O mundo atual nos dá uma fome que não é saciada. Não é que devemos estacionar, mas é valioso que tenhamos a humildade de descansar quando temos nossas necessidades satisfeitas. Quando alcançamos os alvos, planos, projetos que Deus tem para nossas vidas, precisamos descansar no contentamento dessa realização.

Não devemos negociar o tempo com a família, o desejo de levar vantagem e obter algo mais de alguma situação, isso tudo devemos analisar num exame de consciência como o que Davi faz no começo do Salmo (Sl 131:1). A primeira mensagem é essa, do exame de consciência que todos devemos fazer, acalmando o nosso coração.

Acalma Senhor o meu coração, esta é a oração que devemos fazer. 

Parece que este momento da humanidade aumentou nossa ansiedade. Esse Salmo nos ensina que devemos acalmar o coração, sossegar dos desejos cotidianos e da nossa época, renunciando ao nosso desejo, confiando no cuidado de Deus. 

E a terceira lição preciosa que aprendemos (assim como no Salmo 130, verso 7) diz: “ponha a sua esperança no Senhor porque seu amor é fiel e ele está sempre disposto a salvar”. 

Que estejamos sempre conscientes dessas verdades e lembrando que Jesus Cristo é a única esperança. 

Veja ou reveja a mensagem do culto dominical vespertino no nosso YouTube:

Nosso guarda fiel

Os salmos de peregrinação iniciam no Salmo 120, que demonstra um momento de apreensão, angústia e ansiedade como o que vivemos hoje. Mas estamos saindo deste momento para um tempo de esperança, como o descrito no Salmo 121, no qual meditamos na mensagem do pastor Marcos Peres (@pr.marcosperes) no culto matutino do domingo, 24/10/2021.

O salmista olhava para os montes (onde se faziam ofertas e cultos aos ídolos) e dizia: “O meu socorro vem do Senhor Deus, que fez o céu e a terra”. 

Esse Deus uno, soberano, criador absoluto, é o nosso socorro, meu e seu. Enquanto o mundo prega o relativismo, nós vivemos firmados no Senhor, que é provedor de todas as nossas necessidades. Louvando a vida dos irmãos que mesmo nestes tempos difíceis continuam fiéis na entrega dos seus dons e talentos, dos seus dízimos e ofertas, que permitem à igreja do Senhor continuar atuando na missão que recebemos de Cristo Jesus. A missão continua neste exercício de fidelidade diante do Senhor. 

Tudo quanto chegar às tuas mãos separe o que é do Senhor. E seja sábio na administração dos bens e das oportunidades. 

Aquele que te guarda não descuida de você (v.3), Ele está ao seu lado todos os dias (v. 5) e te protegerá de todo mal (v.7), guardando-o na ida e na volta (v. 8). 

Só estamos de pé hoje, depois de tudo que a humanidade viveu no último ano e meio, porque temos esse guarda fiel que nos protege, está conosco e nos dá condições (um uniforme, como diz em Efésios 6:10-18) de resistir ao Mal. 

E que venha o ano de 2022 com tantos desafios, mas que os sonhos do Senhor possam ser plenamente realizados nas nossas vidas. 

Veja ou reveja a mensagem no nosso YouTube:

Culto de oração (20/10/2021)

Continuando a série “Oração, nossa prioridade”, o pastor Marcos Peres (@pr.marcosperes) nos trouxe passagens bíblicas nas quais vemos homens de Deus intercedendo por outros.

Em Gênesis 18:22-32, vemos Abraão intercedendo pelos eventuais justos que poderiam estar nas cidades de Sodoma e Gomorra. Sabemos que nem dez justos foram achados lá, mas podemos aprender nesta passagem com o tom de diálogo que envolve este momento do pai da fé com Deus. Assim como na caminhada com seu filho Isaque para o monte Moriá, este que conhecemos como Amigo de Deus conversa com o Pai. Quantas vezes nós temos esta coragem em nossa conversa com Deus?

Essa foi uma das orações mais ousadas das quais temos registro na Palavra de Deus.

Em Êxodo 32:30-32, temos um registro de uma oração sacrificial, altruísta, de Moisés pelo povo que tinha errado. Ele arriscou sua própria salvação (v. 32) e negou uma oferta incrível, a de reiniciar o grupo a partir dos seus.

Na semana passada nós vimos muitas manifestações de idolatria do nosso povo e o que devemos fazer é seguir o exemplo de Moisés e interceder por este povo.

Temos também orações de tristeza. Assim como chorou por seu amigo Lázaro, Jesus chorou por Jerusalém (Lucas 19:41). Davi chorou por seus adversários (Salmo 69), assim como choraram Ezequias e Josias. Esdras chorou e com ele o povo todo pela situação que viviam, de infidelidade diante do Senhor.

Lágrimas derramadas diante de Deus são colhidas pelo Senhor e atendidas no momento certo.

Jeremias, chamado de profeta chorão, ganhou este apelido porque ele sofria pelo povo (Jr 8:21, Jr 9:1, Jr 13:17) que erra, que peca, que está distante do Senhor.

Mas quando oramos com sentimento nós percebemos o agir de Deus diante da situação.

Fechando com Romanos 9:1-4, o pastor nos lembrou da angústia do apóstolo Paulo por seus compatriotas, os judeus que não aceitavam a salvação em Cristo Jesus. É a dor de alguém que quer ver um parente, um filho, um pai, uma mãe, sendo alcançado. Quem já orou ou ora por um parente sabe o que é isso!

Que as nossas orações possam ser assim, altruistas como a de Moisés, ousadas como a de Abraão, emocionadas e regadas em lágrimas como a do Senhor Jesus, Davi, Ezequias, Esdras e Paulo, e confiantes de que o Senhor nos ouve.

Veja ou reveja o culto completo no canal do YouTube:

 

Celebrando a alegria de Cristo

Na tarde do domingo, 17/10/2021, tivemos mensagem do pastor Marcos Peres intitulada “Culto vespertino: “Celebrando a alegria de Cristo”, baseada em  Filipenses 4:4, completada com o versículo 13:

“Tudo posso naquele que me fortalece.”

Relembrando outras passagens nas quais a alegria é enfatizada –  Dt 16:11, Sl 32:11, Zc 9:9, Lc 10:20, Ap 19:7, Ec 3:4, Gl 5:22, porque motivo de alegria é ser salvo em Cristo Jesus. Alegre-se porque seu nome está escrito no Livro da Vida do Cordeiro. 

A alegria do servo se faz no cumprimento da missão (Sl 125:6) e a alegria é uma ordem do Senhor em toda Escritura, do Gênesis ao Apocalipse, por isso louvamos ao Senhor em todo tempo. Nossa alegria não está baseada no que temos, mas na paz que sentimos (Jo 14:27), a paz que transcende todo entendimento.

Não andeis ansiosos por coisa alguma (Fp 4:6), pelo contrário sejam seus pedidos feitos a Deus em súplicas e orações. Que esse encontro com Deus seja nossa prioridade.

Sabemos em quem temos crido e sabemos que Ele é poderoso. 

No coração daquele que crê deve florescer a gratidão por saber que o Senhor tem ouvido sua oração. 

Como saber? Se ela foi direcionada ao trono de Deus, ela chegou lá. 

Essa paz também implica que nossos pensamentos tem que ser purificados (Fp 4:8). Lance fora todo pensamento que traz ansiedade, angústia, dúvidas e incertezas (Fp 4:12). E se essa paz o alcançou é porque Jesus plenamente em seu coração. 

Alegrai-vos no Senhor! 

Que você possa caminhar assim como disse o apóstolo Paulo: alegres no Senhor na certeza de que o seu coração está formado em Jesus.

Veja ou reveja a mensagem no nosso YouTube:

Quanto vale uma vida?

No culto dominical matutino, o missionário Paulo Salgado nos trouxe essa pergunta e a reflexão em Marcos 5:5-8 e 18-20. 

Jesus Cristo é a única esperança para o perdido.

  • Tem pessoas que você tem que orar por ela, mas não andar com ela. Observe o que a pessoa fala ou fez. Se ela não for digna de ser apresentada aos seus pais e aos seus pastores, não deve ser do seu círculo de amizades íntimas. Distancie-se, doa o que doer (Jo 8:32).
  • Libere o perdão. Não quer dizer que você esquecerá, mas estará livre da mágoa. E não ficará enredado e preso nas ciladas do Inimigo. 
  • Curiosidade e família sem estrutura são ciladas. Cuidado com as distorções que o mundo vai te dar sobre Deus e a família, com as escolhas que parecem boas, mas são contrárias a Deus.
  • Quando você traz a “rua” para dentro da sua casa faz se distanciar de quem te ama. Lembre-se que ninguém zomba de Deus (Gl 6:7-8). As coisas da natureza humana (Gl 5:19-21) nos aprisionam lentamente, escolha a escolha, mas ao aceitar Cristo Jesus como nosso único é suficiente Senhor e Salvador, podemos dar o fruto do Espírito (Gl 5:22-25). 

Veja ou reveja a mensagem no nosso YouTube:

Primeira Igreja Batista do Brás. Uma igreja bíblica, missionária e acolhedora, fundada em 8 de junho de 1911. Uma comunidade de fé unida pelo amor da Graça de Jesus Cristo derramada em nossos corações; unidos no propósito de reviver a cada dia a história de alegria pela vida de cada alma rendida aos pés do Senhor; alegria pelos passos de cada um rumo a Jesus Cristo, Autor e Consumador da nossa fé; alegria de esperar a Gloriosa Vinda do Nosso Amado Salvador. (Pr. Marcos Peres)
Artigos recentes