Mensagem de Culto

Igreja, comunidade da ressurreição!

Sem sombra de dúvida, a morte vicária e a ressurreição de Jesus Cristo constituem o âmago da mensagem cristã. Sem a cruz, estaríamos perdidos. Com ela, mas sem a ressurreição que se lhe seguiu, estaríamos desencantados com a vida, à semelhança dos caminhantes de Emaús, antes de conhecer o Cristo redivivo.

Bendito seja Deus, porque enviou Seu Filho e Ele morreu por nós! Bendito seja Deus porque Jesus Cristo ressuscitou, vencendo a morte!

Bendito seja Deus, porque ressuscitamos espiritualmente com Cristo e seremos ressuscitados, com corpos espirituais, no Dia do Senhor.

Pois bem. Qual será a relação da igreja com a ressurreição?

Sim, de uma igreja de 112 anos, com a ressurreição de Cristo e nossa ressurreição, na vinda do Senhor?

Eis algumas convicções de minha fé, firmadas nas Escrituras Sagradas e que reafirmo na manhã deste dia:

1. A igreja é fruto e comunidade da ressurreição (Atos 2)

2. A igreja existe e vive pelo poder da ressurreição (Mt 28.19-20; At 1.8; Cl 1.1-2)

3. A igreja mostra, no dia a dia da vida de seus membros, as evidências da ressurreição. (Jo 12:11; Cl 3)

4. A igreja é a comunidade da esperança, que vive e aguarda a volta de Jesus e a ressurreição dos mortos. (2Pe 3:12; Ro 12:12)

5. A igreja, com coração abrasado, a semelhança dos discípulos de Emaús, volta a comunhão dos fiéis e ao serviço, com alegria e coragem. (Lc 24:32-34)

6. A igreja é comunidade dos ressuscitados que vão ressuscitar. (Cl 3:1; 1Ts 4:13-18)

7. A igreja tem como missão o “kerygma”da ressurreição e o discipulado – Paulo é exemplo. (At 1:22; 4:2; 17:30-32)

Texto do pastor Irland Pereira de Azevedo, pastor interino da PIB do Brás, no informativo do domingo, 09/04/2023.

Deus não faz em série, Deus só faz fora de série!

“Pessoas não se comparam. E as pessoas humildes não se comparam. Deus não faz em série, Deus só faz fora de série.”

As frases são do pastor Irland Pereira de Azevedo na série “Marcas, sinais e evidências do verdadeiro discipulado”, tema da série de estudos bíblicos que o nosso pastor interino traz à igreja nos cultos de oração e estudo bíblico que acontecem às quartas-feiras, às 19h30. 

E vale reforçar: esse culto não tem transmissão ao vivo nas redes sociais. 

Venha participar presencialmente. 

Assista a mensagem no nosso canal do YouTube ou ouça a mensagem no podcast.

Somos família de Deus! 

Nossa reflexão neste domingo diz respeito à igreja como defendida em Efésios (Ef 2:11-22; 3:10; 4:11-14). 

Resgatando o que o apóstolo Paulo disse nesta e em outras cartas sobre a igreja, o pastor Irland convidou a congregação a ler conjuntamente e em alta voz os trechos que vemos neste vídeo.

Nosso pastor interino Irland Pereira de Azevedo nos ensinou neste domingo que, sobre a igreja, o Apóstolo Paulo oferece lições preciosas em todas as suas epístolas. Por exemplo, a igreja é “corpo de Cristo”, em Corintios; “coluna e alicerce da verdade”, em Timóteo; e “família de Deus” e “nova humanidade”, em Efésios.

Em Ef 2.11-22, 3.10 e 4.1-11 encontramos verdadeiras pérolas de ensino divino sobre a Igreja, em sentido universal – todo o povo de Deus, remido por Cristo Jesus, e local, cada comunidade de cristãos e discípulos de Jesus.

Sobre esse tema de suma importância, isso serão as mensagens de hoje, de manhã e à noite.

Vamos resumir as lições sobre a Igreja, conforme Efésios.

1.A Igreja é a nova humanidade, sem barreiras e sem o domínio do pecado, que Deus está formando. A humanidade “deuteroadâmica”.

2.A Igreja revela a multiforme sabedoria de Deus, como assembleia universal de todos os salvos, mas também como comunidade local, como a PIB do Brás, aqui promovendo o Reino de Deus há quase 112 anos. (Ef 3.10).

3.A Igreja mantém-se firme, porque alicerçada sobre Cristo, pedra angular, e sobre o ensino de profetas e apóstolos (Ef 2.20,21).

4.A Igreja, povo de Deus e família de Deus (Ef 2.19), precisa ser capacitada, cada dia, para crescer, manter-se unida, íntegra e capaz de defender-se de toda sorte de heresia e de ventos de doutrinas que sopram no mundo ((Ef 4.11, 13 e 14).

5.A Igreja há de ter um alvo: levar homens e mulheres a buscar a estatura ou plenitude do Varão Perfeito, isto é, o caráter de Jesus Cristo, em sua vida moral e espiritual (Ef 4.13,15).

6.E, como já vimos, a Igreja tem de estar consciente de que é “coluna e esteio da verdade” (1Tm 3.15).

7.A Igreja deve procurar, e ser estimulada a buscar,  a unidade, como Jesus pediu em sua linda e conhecida Oração Sacerdotal (17.11,21,23).

Que a PIB do Brás, no conviver, adorar e servir de seus membros, alcance os objetivos divinos para Seu povo, que relembramos, aqui e nas mensagens de hoje!  

E para essa semana, relembremos:

Somos família de Deus! 

Humildade, marca do genuíno discipulado cristão

Nesta semana o estudo sobre o Genuíno Discipulado Cristão, tratou da humildade e da tensão inerente ao discipulado cristão, que é servir ao mundo sem se amoldar aos valores contrários ao reino de Deus. As Escrituras não dizem respeito apenas ao que não devemos ser. Elas se ocupam também, e bastante, com o lado positivo desta questão, ou seja, com o que devemos ser como discípulos de Cristo. Neste estudo o pastor Irland nos convida a isso: nosso chamado a vivermos uma vida semelhante ao nosso Mestre (1 Jo 2.6).

Devemos cultivar a humildade, reconhecendo os outros como superiores, se são superiores, e reconhecer nossa própria finitude. 

Muito que há em mim pode ser ruim, mas há em mim coisas que Jesus colocou em mim e que tem valor. Se Jesus morreu por mim como tenho o direito de dizer que não valho nada? Mas, o humilde reconhece que tudo vem de Deus: o que ele tem, o que ele é, o que a sociedade reconhece nele, poder que tem, saberes que adquire. Deus é o criador e somos criaturas pobres – e bem-aventurados os pobres, disse nosso Senhor.

A vida humana é a passagem de dois momentos de nudez: o nascimento e a morte. A frase de John Stott nos ensina muito sobre a humildade, a primeira as virtudes morais, que se opõe ao orgulho.

Pessoas não se comparam. E as pessoas humildes não se comparam. Deus não faz em série, Deus só faz fora de série.

Referências do estudo desta noite: Filipenses 2, Mateus 18:1-4, Lucas 18:9-14.

Marcas, sinais e evidências do verdadeiro discipulado. Esse é o tema da série de estudos bíblicos que o nosso pastor Irland Pereira de Azevedo traz à igreja nos cultos de oração e estudo bíblico que acontecem às quartas-feiras, às 19h30.

E vale reforçar: esse culto não tem transmissão ao vivo nas redes sociais.

Venha participar presencialmente.

Ouça o podcast no Spotfy:

Ou veja no YouTube:

Efésios e suas lições sobre a salvação

“Efésios e suas lições sobre a salvação”, tema das mensagens do pastor Irland Pereira de Azevedo nos cultos dominicais em 19/03/2023, nos levou a refletir sobre três momentos da Doutrina da salvação: salvação, santificação e glorificação.

Partindo da leitura pública e coletiva dos versículos 1 a 10 do segundo capítulo da carta de Paulo aos Efésios, reflexionamos sobre a morte espiritual que vive quem vive a morte espiritual, a que cria ídolos e os coloca no lugar de Deus.

📜 Ele vos deu vida, estando vós mortos nas vossas transgressões e pecados, nos quais andastes no passado, no caminho deste mundo, segundo o príncipe do poderio do ar, do espírito que agora age nos filhos da desobediência, entre os quais todos nós também antes andávamos, seguindo os desejos carnais, fazendo a vontade da carne e da mente; e éramos por natureza filhos da ira, assim como os demais.
(Efésios 2:1‭-‬3 A21)

O príncipe do poderio do ar (o diabo) age nos filhos da desobediência. Reflita nos sobre essa afirmação.

📜 A morte espiritual ocorre na vida daqueles que não vivem com Jesus, aqueles que estão sob as forças demoníacas deste mundo que jaz (está morto e sepultado) no maligno. Como lemos no versículo 5, “estando nós ainda mortos em nossos pecados”
(Ef 2:5a) e não é por acaso que este capítulo já teve a alcunha “saia do cemitério”.
Mas Deus, que é rico em misericórdia, pelo imenso amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossos pecados, deu-nos vida juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele, e com ele nos fez assentar nas regiões celestiais em Cristo Jesus, para mostrar nos séculos vindouros a suprema riqueza da sua graça, pela sua bondade para conosco em Cristo Jesus.
(Efésios 2:4‭-‬7 A21)

Mas fomos salvos da condenação eterna! E o único que salva é Jesus!

📜 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se orgulhe. Pois fomos feitos por ele, criados em Cristo Jesus para as boas obras, previamente preparadas por Deus para que andássemos nelas.
(Efésios 2:8‭-‬10 A21)

A obra de Cristo por nós é completa, imensamente maior do que o pecado. Ele nos amou primeiro, e pela Graça nos salvou.

Aleluia!

Veja (ou reveja) os cultos desse domingo no nosso canal do YouTube.

Culto matutino

Culto vespertino

Semelhança com Jesus

“Se afirmamos ser cristãos, devemos ser como Cristo”, afirmou John Stott no livro que serviu de Leitmotiv (do alemão, motivo condutor) para esta série “Marcas, sinais e evidências do verdadeiro discipulado”.

Esse é o tema da série de estudos bíblicos que o nosso pastor Irland Pereira de Azevedo traz à igreja nos cultos de oração e estudo bíblico que acontecem às quartas-feiras, às 20h. 

E nesta semana o estudo sobre o Genuíno Discipulado Cristão, o pastor Irland nos lembrou que Deus quer pessoas parecidas com Jesus. Nós seremos como Cristo porque o veremos como Ele é. 

– Deus nos predestinou para sermos semelhantes a Jesus (Romanos 8:29)
– Estamos sendo transformados pelo Espírito Santo (2 Corintios 3:18)

Venha participar presencialmente amanhã. Esse culto não tem transmissão ao vivo nas redes sociais. 

Veja (ou reveja) o estudo no nosso canal do YouTube.

Desde o outro carnaval

No domingo, 19/02/2023, no culto vespertino, às 18h30, tivemos mensagem do Pastor Irland com o tema “Desde o outro carnaval”, baseada em Êxodo 32: 1-29.

Após brevíssimo resumo histórico do carnaval, o pastor relembrou de um carnaval que aconteceu 1700 anos antes de Cristo que conhecemos com o subtítulo “Bezerro de Ouro”. O que houve naquele carnaval? O pacto, o compromisso com Deus, foi esquecido. E é assim aqui nesta nação que se diz cristã. Deus é substituído por ídolos. Ídolo é toda coisa finita que transformamos em infinito.

Desde o outro carnaval (Êxodo 32: 1-29) as pessoas se dispõem a gastar e a gastar-se. Desde o outro carnaval a idolatria leva à devassidão e à prostituição; é um tempo de carnalidade. Desde o outro carnaval a santidade de Deus, da pessoa humana e da vida é ofendida. Desde o outro carnaval os seres humanos provocam a ira de Deus em uma alegria falsa de vencidos, não fé vencedores. Desde o outro carnaval alguns são punidos, mas outros são preservados como foi Moisés, que orou por eles.

A oração de Moisés deve ser a nossa:

📜 Assim, Moisés voltou ao Senhor e disse: Esse povo cometeu um grande pecado, fazendo para si um deus de ouro. Mas, agora, perdoa-lhe o pecado; ou, caso contrário, risca-me do teu livro que escreveste. (Êxodo 32:31‭-‬32 A21)

Devemos interceder. E louvar a Deus porque…

📜 A bondade do Senhor é a razão de não sermos consumidos, as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. (Lamentações 3:22‭-‬23 A21)

Perdeu o culto dominical ou quer ouvir novamente alguma mensagem? Quer abençoar uma pessoa com o conhecimento que o edificou?

Estamos publicando em nosso canal vídeos editados com as mensagens dos pregadores.

E não esqueça de ativar o sininho do YouTube para ser avisado de todas as novidades. E de deixar seu “joinha” para que esta mensagem apareça com destaque para mais pessoas!

Veja, reveja e compartilhe as mensagens de culto

Perdeu o culto dominical ou quer ouvir novamente alguma mensagem? Quer abençoar uma pessoa com o conhecimento que o edificou?

Estamos publicando em nosso canal vídeos editados com as mensagens dos pregadores.

Nas terças-feiras, a mensagem do culto dominical matutino. Confira lá a Introdução ao estudo da carta aos Efésios com o pastor Irland Pereira de Azevedo.

E não esqueça de ativar o sininho do YouTube para ser avisado de todas as novidades. E de deixar seu “joinha” para que esta mensagem apareça com destaque para mais pessoas!

Fidelidade na adversidade

A igreja em pé, em reverência à Palavra se Deus, lê a porção estudada neste culto matutino.

Partindo da passagem de 1 Reis 19:1-19, o seminarista Daniel Pinto, da IB do Ipiranga, trouxe reflexão sobre a “Fidelidade na adversidade”.

Relembramos os triunfos do profeta Elias (narrados nos capítulos anteriores) e depois a vivência com Deus, fomos convidados a pensar sobre o Deus a quem servimos. Olhemos para o alvo e não para o problema. Nós vivemos para a glória de Deus, Ele é o centro da nossa vida. Se voce deixou o caminho que Ele deu a você, volte e cumpra a missão.

Veja (ou reveja) a mensagem no nosso YouTube:

Nesta manhã também pudemos louvar ao Senhor com inspiração musical do Conjunto Adorare e da Equipe de Cânticos da PIB do Brás, orar com os irmãos Valescka, Ester e André por todos os motivos elencados pelo diácono Reinaldo, dirigente do culto, e conhecer com a diaconisa Marilia o novo projeto do Ministério da Terceira Idade. Louvamos a Deus por todos os momentos de culto, louvor e adoração ao Senhor.

No serviço do meu Rei – posse o pastor Irland Pereira de Azevedo na PIB do Brás

“Além de outras coisas, ainda pesa diariamente sobre mim a preocupação com todas as igrejas”. (2Co 11.28)

O Apóstolo Paulo refere-se às pressões que sofria e ao cuidado ou preocupação com as igrejas que vira nascer em sua missão apostólica.

Com mais de 62 anos de labor pastoral, 39 dos quais em pastorados efetivos, tenho sido desafiado pelo Senhor a servir em pastorados interinos ou em orientação e ajuda em processos de sucessão pastoral, desde 2004. De lá até hoje, servi como pastor interino e coordenador de processo de transição pastoral nas seguintes igrejas: PIB São Paulo, IB do Méier (no Rio de Janeiro), IB Ipiranga, IB Paulistana, PIB de Taubaté, IB da Liberdade e IEB em Vila Antonieta, SP e neste ano, como consultor, à PIB do Brás, à PIB de Guarulhos e à PIB de Taboão da Serra, todas em SP. E toda semana, oro por mais de 580 pastores e suas igrejas! Pois bem. Pela bondade e providência de Deus, e decisão desta igreja, estou assumindo hoje seu pastorado interino, até a posse do novo Pastor eleito, Pr Dr. Ricardo Arakaki, em 8/7/2023.

Conto com as orações, a confiança, o compromisso e a cooperação de todos os irmãos, comprometendo-me, diante de Deus, a cuidar do preparo da igreja para receber o novo Pastor, mediante a pregação bíblica e abordagem de temas relacionados com a igreja no NT e em nossos dias, bem assim sobre natureza, propósito, funções e qualificações do ministério pastoral, além de temas da teologia e da ética cristã; procurar conhecer a realidade, história, estrutura, desafios, carências e anseios desta igreja, de modo a servir de maneira relevante, no período de minha interinidade; apoiar e incentivar as áreas ministeriais para seu melhor desempenho, conduzir um encontro de planejamento, para adoção de metas importantes neste ano, inclusive com ideias e sugestões do novo pastor eleito; afirmar ou reafirmar nosso compromisso com as Sagradas Escrituras e com os princípios, posição doutrinária e práticas batistas que nos têm caracterizado; atender, quando estiver ao meu alcance, expectativas da igreja, expressas em reunião com seus líderes; incentivar a otimização de recursos humanos e materiais da igreja e sua liderança, despertar novos líderes e motivá-los todos, antigos e novos; trabalhar em estreita comunhão e colaboração com a diretoria estatutária da igreja e valorizar e honrar o ministério e legado de pastores que aqui serviram ao longo dos anos, com competência e dedicação.

A Deus toda honra e toda glória! Que Ele nos abençoe ricamente!

Um abraço Pr Irland Pereira de Azevedo

(em texto no boletim informativo da PIB do Brás no dia 05/02/2023, data de sua posse como pastor interino da igreja)

Confira a mensagem do pastor Irland no culto matutino do domingo 05/02/2023: