Mensagem de Culto

Moisés e Israel, ferramentas da vontade de Deus

Ainda na programação do Mês da Juventude Batista, no domingo do dia dos pais tivemos mensagem do seminarista Giorgio Shiraishi (@giorgio_sns) no culto matutino da PIB do Brás (@pibdobras) do dia 14/08/2022. 

Moisés e Israel, ferramentas da vontade de Deus foi o tema da mensagem, baseada em Êxodo 3:7-14. 

O povo de Deus é apresentado, lembrando de como passavam por dificuldades, tendo esse elemento em comum com o atual Povo de Deus, que é a Igreja.  

Como povo, Israel se manteve unificado entre si, sem se misturar entre os egípcios. Talvez isso tenha acontecido por tradição, mas é evidente que os egípcios tinham desprezo pelos hebreus, não querendo se misturar com eles também, por causa de suas próprias tradições e restrições. O próprio José vivenciou isso (Gn 43:32) […] os egípcios não podiam comer com os hebreus, pois isso é abominação para os egípcios.

Os israelitas mantinham plena consciência de suas tribos (Êxodo 2:1) Os hebreus não tinham uma identidade de fé; mas não conheciam ao Senhor, sabiam algo sobre Ele, mas era superficial, Javé era provavelmente, mais um dentre tantos outros. O que existia sim era uma promessa feita entre Deus e Abraão, de que o povo iria para Canaã.

O povo sofria e clamava por debaixo da escravidão, sedentos por libertação, me arrisco até dizer, por um libertador, um condutor, um pastor. (Êxodo 2:23)

Moisés surge como ferramenta de libertação, pois cobria todos os pré-requisitos de líder da libertação de Israel: recebeu a melhor educação do Egito, sabia ler e escrever, sabia liderar, conhecia táticas militares, entendia da estrutura política e governamental da região, era “poderoso em palavras e obras” (At 7:22), filho de Abraão na carne (da tribo de Levi), teve 40 anos para se tornar humilde e menos inconsequente, marido de uma só mulher, associado a Ordem dos Profetas Batistas do Egito (esse é brincadeira). Ele é ou não é o que os hebreus precisavam?  Só tem um problema, ele não tinha nem identidade (não era nem egípcio, nem hebreu, nem midianita) e nem caráter. Era medroso, impulsivo, problemas de comunicação, ficava dando desculpas . Moisés deu três desculpas para não realizar a tarefa que Deus lhe deu antes de recusar a missão de uma vez!

As coisas somente funcionam, se transformam e andam por causa da intervenção de Deus. Tanto Israel quanto Moisés não teriam como dar certo por conta própria. Porém, Deus tem pleno conhecimento, soberania e controle da história.

“Desde o início faço conhecido o fim, desde tempos remotos, o que ainda virá. Digo: Meu propósito ficará de pé, e farei tudo o que me agrada. Do oriente convoco uma ave de rapina; de uma terra bem distante, um homem para cumprir o meu propósito. O que eu disse, isso eu farei acontecer; o que planejei, isso farei.”  (Isaías 46:10-11)

Deus tem uma forma, um plano de ação muito próprio, que sempre tem o melhor desfecho. Na história do chamado de Moisés, o Senhor já havia contado todo o seu plano e como sempre superava qualquer entendimento e elaboração humana. 

Onde Deus tem um propósito, ele tem um plano de ação.

Deus tem um propósito para a Primeira Igreja Batista do Brás. Isso não é profecia, um simples bordão, e nem uma afirmação impensada. Onde o Corpo de Cristo local está, ali estão presentes pessoas que se dispuseram a seguir, a obedecer a vontade do Deus Triuno, e Ele sabe exatamente o que fazer e quando fazer, porque Ele é o senhor da história.

Entretanto, existe uma forma correta de agir de acordo com a vontade de Deus, isto é, conhecendo a Ele profundamente. Moisés e os hebreus não conheciam profundamente a Deus; Pela graça de nosso Senhor, hoje temos a Bíblia, que (como até mesmo a declaração doutrinária batista diz) “tem por finalidade revelar os propósitos de Deus”. Somente com as Escrituras podemos viver uma vida agindo de acordo com a vontade de Deus. Citando mais uma vez Provérbios:

A sabedoria o fará andar nos caminhos dos homens de bem e a manter-se nas veredas dos justos. (Provérbios 2:20)

E ainda,

“O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, mas os insensatos desprezam a sabedoria e a disciplina.” (Provérbios 1:7)

Essas coisas demonstram coisas maravilhosas sobre o Senhor, antes de Moisés e se conduziam com seu próprio caráter, com suas próprias forças, e as coisas só mudaram quando eles foram moldados pelo caráter de Deus. 

Paulo, em 2Co 12, demonstra isso de forma muito excelente. O poder do Senhor se aperfeiçoa na nossa fraqueza, não porque Deus queira nos deixar em estado de opressão, mas porque isso mostra que aquilo que nós não conseguimos fazer, ele consegue. Moisés não pode lidar com a opressão no Egito sozinho, seu plano deu errado, ele matou um homem, foi reprovado pelos seus irmãos, e teve de fugir. Mas com Deus, ele foi ferramenta para libertar Israel da escravidão e conduzi-los no deserto.

O caráter do homem pode mudar, ser aprimorado e transformado, mas o caráter de Deus não muda. Observamos que os tempos mudaram, hoje estamos aqui como Povo de Deus no Brás, em uma comunidade gentílica, e não no Egito em uma comunidade de hebreus, mas o Deus de ontem é o mesmo Deus de hoje (e de amanhã)

Queremos um homem de caráter para pastorear a igreja, mas nós estamos sendo um povo de caráter, que obedece a Deus? Temos sido líderes que não inventam desculpas para servir o propósito do autor da história? 

Deus, trazendo o seu povo com seus pastores para executar sua vontade, diz: Tenham coragem, eu estou com vocês!

“Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar.” (Josué 1:9)

“Coragem, Zorobabel”, declara o Senhor. “Coragem, sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque. Coragem! Ao trabalho, ó povo da terra! “, declara o Senhor. “Porque eu estou com vocês”, declara o Senhor dos Exércitos. “(Ageu 2:4)

Veja (ou reveja) o culto completo no YouTube da Primeira Igreja Batista do Brás

Obediência, o caminho para obter as bênçãos do Senhor

A incredulidade surge quando começamos a duvidar. A partir da primeira passagem do livro de Josué‬ ‭(Js 1:1-9‬), a jovem Bianca Rodrigues (@biancacolottii) trouxe reflexão no Culto Vespertino do domingo, 07/08.

Obediência, o caminho para obter as bênçãos do Senhor, título da reflexão, nos lembrou que, como o povo hebreu nos tempos de Moisés e Josué, somos escravos e vemos a verdade sob as lentes do pecado.

Egoísmo, orgulho, fofoca, descontrole, ciúme, ingratidão, esses são pecados que carregamos no coração e que endurecem nosso coração, sugere Bianca, relembrando que os pecados não são apenas os “grandes e visíveis”, mas igualmente os pequenos e constantes.

A salvação é o que nos separa do mundo e a obediência é marca do cristão.

Destaque para o louvor que ficou por conta da Banda Coram Deo (da @juventudeJPC). E também a participação da adolescente Ana Júlia Lopes (@anaa_juu_21) e da jovem Caroline Cava (@Carol_cava) na oração, e dos jovens Giovana Coutinho (@gi_coutinho_) e Daniel Roberto (@daniel_jrob) na leitura da declaração doutrinária da nossa igreja.

Veja (ou reveja) o culto completo no nosso canal do YouTube.

Quando eu foco no passado eu não vejo o melhor de Deus

No culto vespertino tivemos mensagem do pastor Carlos Eliseu Dias da Rocha, que tem apoiado o Ministério da Terceira Idade da PIB do Brás nas reuniões com o grupo de enlutados formado para acolher e apoiar os membros que perderam familiares na pandemia. 

Sua mensagem, baseada em Marcos 5:1-20, que conhecemos bem por conta da cura do endemoniado gadareno, nos fez pensar nos motivos que fizeram Jesus chegar até aquela região. 

Lá estavam pessoas que viviam no passado que as algemava. Naquele lugar havia pessoas que valorizavam mais porcos do que gente, que davam mais importância aos bens materiais do que aos seres humanos e que estavam presas a estas ideias. Quando encontramos pessoas assim sentimos que Jesus precisa passar por este lugar, mas infelizmente nós também estamos algemados a coisas que roubam nossa qualidade de vida e precisamos de libertação para experimentar o novo e o melhor de Deus. Mas precisamos nos limpar, pois o Espírito Santo de Deus não pousa em altares sujos. 

Com uma mensagem forte e incisiva, o pastor Carlos Eliseu nos exortou a mudar nosso caráter e a efetivamente mostrar que somos cristãos em tudo que fazemos. Sairmos da defesa costumeira de dizer “sou batista desde jovem”, “me batizei criança” ou “nasci na igreja batista”.  Sairmos destes álibis e viver uma vida de relacionamento profundo com o Pai, de deixar Jesus ser o Senhor de tudo, com caráter sendo moldado por Ele. 

Temos que falar menos e viver mais. O mundo não vai converter porque você abriu a boca, o mundo vai converter se você viver Jesus. As pessoas precisam olhar para você lá fora e perguntar: “quem é que faz assim novo todos os dias?”. Chega de rótulos, mostre os frutos. 

Um dos motivos que levou Jesus a Golam foi porque lá havia uma alma desesperada precisando Dele. 

Você tem coragem de dizer que precisa Dele também?

Veja (ou reveja) o culto no nosso canal do YouTube. 

Destacamos no nosso culto também a participação do Coro Principal sob regência do maestro Prado Benfica.

Reveja todas participações do pastor Carlos Eliseu na PIB do Brás.

GRUPO DE ACOLHIMENTO AOS FAMILIARES ENLUTADOS

MUDANÇAS QUE SOFREMOS QUANDO PERDEMOS ALGUÉM QUE AMAMOS MUITO

A ARTE DE ENVELHECER JUNTOS

O QUE VOCÊ PERGUNTARIA PARA JESUS NA ESTRADA PARA EMAÚS?

QUANDO EU FOCO NO PASSADO EU NÃO VEJO O MELHOR DE DEUS

Quem pode dizer que gosta de chocolate se nunca provou?

Quarta-feira é dia de Culto de oração e estudo bíblico na PIB do Brás.

E nesta semana a mensagem foi do irmão Pedro Lúcio dos Santos.

Ele partiu dos Salmos 1 e 2 para falar da vida com Deus. Logo no início temos esta exortação: felizes os que não se deixam levar pelos conselhos dos ímpios. E em Mateus 5:43-45, percebemos que ainda desobecemos essa ordem: odiamos nossos inimigos. João 13:14 diz que seremos amigos de Jesus se fizermos o que Ele ordena.

E o professor Pedro convidou a reflexionar sobre o livre arbítrio e as ordenanças de Deus.

Vivemos momentos muito difíceis, falamos do amor de Deus sem conhecer a Deus, sem uma conversão verdadeira. Sem ir a Palavra de Deus, como conhecer Deus?

O professor comparava: quem pode dizer que gosta de chocolate se nunca provou?

Reflita sobre o tema vendo (ou revendo) o culto no nosso YouTube:

Primeira Igreja Batista do Brás
Rua Major Otaviano, 363 – Belenzinho – São Paulo – SP
(próximo ao metrô Bresser-Mooca)
Tels: (11)2693-1764 | 2693-8998 | WhatsApp (11) 937771-9334
www.pibdobras.com.br

Acompanhe nossa programação fixa:
– Domingos: Culto Matutino, às 9h, e Culto Vespertino, às 18h30
– Quartas-feiras: Culto de Oração e Estudo Bíblico, às 20h
– Escola Bíblica Dominical para todas as idades, todos domingos, às 10h30, após o culto matutino.
– Encontros de MCM, SMM, MR e ER domingos, às 17h, antes do culto vespertino.

É para isso que serve a igreja

No culto vespertino tivemos mensagem do Pastor Jean da Silva Marinho (Pastor auxiliar da Igreja Batista do Rocha – RJ), avô do Estevão, bebê pelo qual temos orado e que a igreja tem podido apoiar com acomodação para tratamento de saúde. Sua mensagem, iniciada com um testemunho da própria família com histórias amorosas sobre as três filhas e os genros, testemunhou um trecho da Bíblia que repetimos tanto:

“Eu e minha casa serviremos ao Senhor”
(Josué 24:15) 

O pastor Jean nos exortou a lembrar que o que acontece em nossas vidas, o bom e o ruim, acontece para que Deus seja glorificado por nossas vidas, como nosso Senhor Jesus Cristo disse ao cego de nascença (João 9:1). A glória de Deus se manifesta quando deixamos Deus viver a vida dele em nós, permanecendo servindo a esse Deus justo e maravilhoso que temos. 

Sua igreja atua com crianças na comunidade do entorno da sua igreja no Rio de Janeiro, num projeto de judô que foi iniciado coma JOCUM (Jovens com uma missão), e o pastor conta da necessidade que as pessoas têm de receber atenção, apoio e atividades intencionais, do quanto a igreja deve buscar quem está caminhando para o inferno e que pode ser salvo por Cristo Jesus, obedecendo ao chamado do Senhor. 

É para isso que serve a igreja: abençoar a vida das pessoas. 

Você pode deixar Deus usar você todos os dias, na sua casa, no metrô, no trabalho, na faculdade. 

Veja (ou reveja) o culto no nosso canal do YouTube. 

Destacamos no nosso culto também a participação do Coral Feminino sob regência do maestro Prado Benfica.

Fé e confiança

Por vezes passamos por inseguranças em nossas vidas no que diz respeito a seguir a vontade de Deus.

No culto matutino do dia 17/07, a diaconisa Débora Santos trouxe uma reflexão sobre o chamado de Gideão (Juízes 6 e 7), cuja historia nos mostra que, na verdade, seguir a vontade do Senhor, é batalhar junto dEle, e não pelos nossos próprios esforços ou méritos.

Destacamos o lindo louvor entoado pela jovem Vitória da Rocha, filha mais nova da irmã Débora, acompanhada do jovem André Inamura Calixto, da Banda Coram Deo, no violão.

No início do culto tivemos a participação das crianças que participaram da EBF (escola bíblica de férias) promovida pelo ministério infantil @pibbjr nesta semana.

Louvamos a Deus pelas vidas dessas crianças e conclamamos os irmãos a orarem por elas e por suas famílias. Agradecemos ao Senhor também pela vida dos voluntários, tanto da EBF quanto dos cultos que acontecem hoje.

Veja (ou reveja) o culto no nosso canal do YouTube.

Culto de oração e estudo bíblico

Quarta-feira é dia de Culto de oração e estudo bíblico na PIB do Brás. E hoje a mensagem será do irmão diácono Sérgio Domingues (@sergiodomingues.br).

Salve a imagem para acompanhar os cultos que acontecem toda quarta-feira, 20h, e compartilhe, abençoando famílias com a oportunidade de estudar a Palavra de Deus.

Primeira Igreja Batista do Brás
Rua Major Otaviano, 363 – Belenzinho – São Paulo – SP
(próximo ao metrô Bresser-Mooca)
Tels: (11)2693-1764 | 2693-8998 | WhatsApp (11) 937771-9334
www.pibdobras.com.br

Acompanhe nossa programação fixa:
– Domingos: Culto Matutino, às 9h, e Culto Vespertino, às 18h30
– Quartas-feiras: Culto de Oração e Estudo Bíblico, às 20h
– Escola Bíblica Dominical para todas as idades, todos domingos, às 10h30, após o culto matutino.
– Encontros de MCM, SMM, MR e ER domingos, às 17h, antes do culto vespertino.

As 7 palavras de Jesus na Cruz do Calvário

Você tem um lugar fixo na igreja?

Será que costuma se sentar sempre no mesmo local?

Antes da sua mensagem no culto vespertino, o querido Pastor José Vieira Rocha, pastor emérito da nossa igreja, contou que na época em que pastoreava a PIB do Brás (posição que ocupou por 31 anos) costumava olhar os bancos para conferir quem veio e quem está ausente no culto.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Primeira Igreja Batista do Brás (@pibdobras)

Mesmo depois de 45 anos como pastor, ele conta que hoje trata de um tema que nunca trabalhou antes em nenhuma igreja: as sete palavras de Jesus na cruz do calvário.

Ali está a essência do Evangelho e o pastor lembrou à congregação que desde a Queda de Adão e Eva havia um apontamento para o sacrifício de Jesus.

Veja (ou reveja) o culto no nosso canal do YouTube.

Destacamos no nosso culto também a participação da Equipe de Cânticos da PIB do Brás e do Coral Principal sob regência do maestro Prado Benfica.

O diabo e suas estratégias para distrair o povo de Deus

O diabo e  suas estratégias para distrair o povo de Deus, mensagem do pastor Fábio José dos Santos

O Evangelho escrito por João (Jo 17:15-17) foi a porção lida para iniciar a mensagem desta manhã no culto matutino, no qual recebemos o pastor Fabio José dos Santos.

“Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu do mundo não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.”
‭‭(João‬ ‭17:15-17‬ ‭ARC‬‬)

O diabo e suas estratégias para enfraquecer, fazer parar e até mesmo tentar destruir a igreja, escolhendo surgir sorrateiramente e indiretamente, foram tratadas pelo pastor.

Secularismo, mundanismo e materialismo são as setas usadas pelo Inimigo contra os cristãos nesta nossa época.

Em sua mensagem, o pastor Fábio nos exortou a pensar detalhadamente de cada um deles.

Destacamos o momento de apresentação do projeto de Ginástica (da MCM) e do jantar para moradores de rua (da @juventudejpc) no nosso culto e também a participação da Equipe de Cânticos da PIB do Brás e do Quarteto Ressurreição da PIB Penha (@pibpenha.sp).

Veja (ou reveja) o culto no nosso canal do YouTube.

Para onde eu estou olhando? 

Após a leitura coletiva do livro de Atos (At 1:10-11) e nas carta aos Colossenses (Cl 3:1-2) e aos Hebreus (Hb 12:2), o pastor Severino Neto, preletor do culto matutino deste domingo, 03/07, nos perguntou:

  • Para onde eu estou olhando? 

Todos estamos olhando para algo, para algum lugar. Olhando para o passado, para o presente e para o futuro. 

O quadro da ressureição de Jesus  (At 1:10-11) pintado de maneira excepcional nas Escrituras traz alguns ensinamentos na vida dos discípulos relembrando o que viveram com o Senhor, sem no entanto se fixar apenas no passado e no saudosismo paralisante. 

Há um convite para viver o presente e sua luta (Cl 3:1-2), seu trabalho, as realizações possíveis hoje. Ter responsabilidade e consciência de que temos atividades para realizar e que devemos fazê-lo de modo a honrar e glorificar ao Senhor. 

O quadro do futuro (Hb 12:2), com olhar para a segunda vinda de Cristo, nos exorta a lembrar que somos vencedores hoje porque ontem Jesus consumou o projeto do Pai (Rm 8:37) e garantiu a mim e a você um futuro. 

A visão que fica no passado (Jo 9:28-29) é prejudicial ao crescimento espiritual do crente em Cristo Jesus. Há dois dias nos 365 dias do ano em que não se pode fazer nada: ontem e amanhã. Seja testemunha de Jesus Cristo (At 1:8) hoje! 

Veja (ou reveja) o culto no nosso canal do YouTube. 

Primeira Igreja Batista do Brás. Uma igreja bíblica, missionária e acolhedora, fundada em 8 de junho de 1911. Uma comunidade de fé unida pelo amor da Graça de Jesus Cristo derramada em nossos corações; unidos no propósito de reviver a cada dia a história de alegria pela vida de cada alma rendida aos pés do Senhor; alegria pelos passos de cada um rumo a Jesus Cristo, Autor e Consumador da nossa fé; alegria de esperar a Gloriosa Vinda do Nosso Amado Salvador. (Pr. Marcos Peres)
Artigos recentes