Rascunho

Dia do missionário batista

Aproveitamos a homenagem da CBESP e agradecemos em especial por termos como membros da nossa família os pastores Moisés Alves e Marcos Vicente. Louvado seja Deus por suas vidas!

Neste Dia do Missionário Batista registramos a tarde de atividades das Bonequeiras Missionárias, projeto que temos desde 2019, iniciado pela Terceira Idade e que se tornou querido por todas as mulheres e meninas da PIB do Brás.

Em setembro de 2019 iniciou-se na PIB do Brás um novo projeto de artesanato: a produção de bonecas de pano para apoiar projetos missionários. 

A ação, que tem como apoio o livro “Chá de Bonecas e Encontro de Heróis – Projeto de Prevenção ao Abuso Sexual Infantil”, de Neide Lunas, tem como objetivo dar oportunidade para que se trate do autoconhecimento, da autoestima e do fortalecimento de vínculos afetivos.

Mulheres de todas as faixas etárias da nossa igreja contribuem e o projeto oportuniza também espaço para nossos seminaristas atuarem.

Louvamos a Deus pelo trabalho das Bonequeiras e pela liderança das irmãs Marília e Rosely.

Mês da escola bíblica dominical

Abril é o mês da Escola Bíblica Dominical e teremos uma programação especial, planejada pelo MEC (Ministério de Educação Cristã).

Salve na agenda para não perder nem uma atividade:

No domingo, 16/04, no culto matutino, receberemos o pastor Renato de Lima da Costa, teólogo, mestre e doutor em Ciências da Religião pela PUC-SP. Professor de Ensino Religioso, Ética, Introdução à Sociologia, à Filosofia e de Metodologia da Pesquisa Científica. Desenvolve pesquisas acerca das relações entre ética e religião, moral e religião, consumo e religião, educação e religião, bem como quanto às dinâmicas sociais da hipermodernidade, como o pós-moralismo, o consumismo como modo de ser, o individualismo social como tendência cada vez mais dominante, o narcisismo como estereótipo do sujeito moderno, entre outros temas.

Veja (ou reveja) a mensagem no nosso YouTube:

a pedagogia de Jesus (Mateus 7:24)

No culto vespertino recebemos o pastor Claudemir Pedroso da Silva, professor, escritor, psicopedagogo e diretor da Escola de Educação Teológica Logos (EETEL). Ele é também membro da Academia Paulista Evangélica de Letras (APEL), da Academia Guarulhense de Letras (AGL) e da Ordem dos Escritores Evangélicos do Brasil (OEEB).

Vem louvar… na Classe Jacó e Raquel

A irmã Samantha registrou o louvor no início da EBD no domingo, 19/02.

As aulas da Classe Jacó e Raquel acontecem na sala 30, no 3º andar do Prédio dos Ministérios. A classe é mista e tem como professores Denilde Azevedo e Márcio Samezima.

Marque a @pibdobras nas suas publicações também 📲

Acompanhe nossa programação fixa:
– Domingos: Culto Matutino, às 9h, e Culto Vespertino, às 18h30
– Quartas-feiras: Culto de Oração e Estudo Bíblico, às 20h
– Escola Bíblica Dominical para todas as idades, todos domingos, às 11h, após o culto matutino.
– Culto e Escola Bíblica Dominical da @congr.hisp.bras em espanhol todos os domingos, às 16h.
– Encontros de MCM, SMM, MR (@mrpibbras) e ER (@erpibbras) aos domingos, às 17h, antes do culto vespertino.

Missões Mundiais 2023: vamos completar a missão

“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos.” – Mateus 28.19-20 (NVI)

Você já ouviu falar da “Grande Comissão”? Sabe qual é o significado para a igreja de Jesus Cristo completar a missão? É cumprir a principal e a última ordem de Jesus. As últimas palavras de Jesus para os seus discípulos, antes de subir aos céus, foram “…vão e façam discípulos de todas as nações…”.

O precursor das missões modernas William Carey (1792), traduziu essas palavras de Jesus como a “Grande Comissão”. Uma tarefa a ser cumprida pela igreja até que “todas as nações, tribos, povos e línguas” (Ap 7.9) ouçam sobre o Evangelho de Jesus Cristo. Como corpo de Cristo, precisamos completar a missão. Afinal, a quase 2 mil anos a recebemos e ainda não a terminamos. Este é o convite de Missões Mundiais para todas as igrejas da Convenção Batista Brasileira neste ano de 2023: Vamos Completar a Missão!

Quase 2 mil anos depois, com os recursos humanos e financeiros disponíveis; com as novas tecnologias, com a inteligência artificial; com o mundo interligado e conectado como jamais esteve em toda a história da humanidade; com centenas de Seminários e os mais diversos tipos de treinamentos disponíveis, você talvez possa estar pensando que completar a missão é uma tarefa simples. Mas os números mostram que não.

  • Mais de 7.000 povos não alcançados;
  • Mais de 4 bilhões de pessoas que ainda não ouviram o Evangelho;
  • 90% das pessoas, entre os povos não alcançados, nunca foram evangelizadas ou nunca encontraram com um cristão;
  • 90% estão em situação de pobreza;
  • Aproximadamente 80% dos povos não alcançados estão localizados em países onde há restrições de moderadas a severas ao trabalho missionário;
  • As religiões predominantes entre os não alcançados são o Islamismo, o Hinduísmo e o Budismo. Além de uma boa parcela da população se considerar ateia;
  • Existem pelo menos 2.000 línguas que não têm nenhuma porção da Palavra de Deus;
  • A maioria desses povos está localizada geograficamente entre o Norte da África, o Oriente Médio e a Ásia, em regiões de difícil acesso;
  • 70 milhões de surdos que compõem ainda mais povos não alcançados.
  • Portanto, ainda há muito a ser feito para completar a missão da Grande Comissão.

Hudson Taylor foi um missionário pioneiro entre os chineses em meados e final do século XVIII, e que deixou um grande legado para a obra missionária. Certa vez, ele disse: “A Grande Comissão não é uma opção para ser considerada, mas uma ordem a ser obedecida.” Jesus, após nos entregar a Grande Comissão, também nos deu a promessa e o incentivo para completar a missão: “E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos” (Mt 28:20).

Como seguidores de Jesus, a nossa única opção é obedecer ao chamado da Grande Comissão e cumprir a missão. Ele nos entregou a tarefa, tem nos capacitado e tem nos dado todos os recursos para realizá-la ainda neste século.

Missões Mundiais têm como missão fazer discípulos de Cristo em meio a todos os povos e lugares não alcançados, através da mobilização das igrejas para conectar pessoas a Jesus, transformando comunidades e impactando nações com o Evangelho.

Todos os obreiros e líderes de Missões Mundiais estão comprometidos com a Grande Comissão. Em todo o mundo, para cumprir a missão, somos atualmente 1.914 missionários em 80 países.

Na região geográfica mais desafiadora, que inclui o Norte da África, Oriente Médio e a Ásia, estamos presentes em 32 países com 299 missionários. Entre os anos de 2018 e 2022, mais de 184 mil pessoas aceitaram a Cristo. E mais de 9 mil foram batizadas, sendo 64% dos batismos nessa região. E 69% das nossas igrejas foram plantadas na região no Norte da África, Oriente Médio e Ásia.

Trabalharemos para que ainda neste século se cumpra a missão da Grande Comissão que nos foi confiada.

Você já pensou na força que os batistas brasileiros têm para Completar a Missão da Grande Comissão? Hoje somos cerca de 12.000 igrejas com mais de 3 milhões de irmãos em Cristo. Se cada igreja adotasse um povo para orar, todos os povos não alcançados estariam debaixo da cobertura de oração. A oração é o que move o coração de uma pessoa para receber a Cristo.

Se uma igreja se comprometer em oração e em sustento, ela poderá impactar e mobilizar outras igrejas a se envolverem também com a obra missionária. Unidos, alcançamos mais vidas para Cristo. Unidos, levamos a mensagem da cruz aos povos não alcançados e aos corações endurecidos para o Evangelho. Unidos, através de projetos e ações missionárias que visam o desenvolvimento comunitário de um povo, demonstramos de forma prática, o cuidado, amor e a soberania de Deus sobre a Terra.

Com toda essa união e força missionária dos batistas brasileiros somados aos trabalhos ao redor do mundo, completar a missão da Grande Comissão, ainda neste século, é um sonho com grandes chances de se realizar.

Coloque no seu coração a realização da Grande Comissão como parte do seu princípio de vida. Algo intrínseco à sua identidade como seguidor de Jesus Cristo, assim como é para nós de Missões Mundiais. Vamos dar o nosso melhor para cumprir a ordem nos dada por Jesus. Envolva-se indo aos campos, mobilizando sua igreja, pequenos grupos e amigos, ore pelos povos não alcançados e pelos missionários. Também, oferte, para que tudo isso seja possível.

Sigamos em frente, como discípulos de Cristo, pregando a sua mensagem de arrependimento, liberdade e transformação para que Ele seja glorificado e todos venham a ter uma vida na presença de Deus. Vamos Completar a Missão!

Pr. João Marcos Barreto Soares
Executivo de Missões Mundiais

Parabéns aos professores da EBD Infantil

Parabéns aos professores da EBD Infantil PIB do Brás

Hoje é o dia em que comemoramos “O dia do professor”.

A todos os professores do Ministério Infantil a minha gratidão pela vida se cada um(a). O Senhor tem sido muito bom pra nós e tem levantado professores(as) comprometidos com o ensino da Sua Palavra, fiéis à Ela.

Parabéns a todos(as) vocês. Minha oração é que o Senhor renove as suas forças a cada dia e não deixe o amor por esse ministério esmorecer.

FELIZ DIA DO PROFESSOR!

Mensagem de Estelamaris Rodrigues (@estelacolotti), líder do Ministério Infantil (@pibbjr) da PIB do Brás (@pibdobras).

Iglesia Bautista del Once

O nosso ministro de música, maestro Prado Benfica, de volta das férias nas quais visitou a filha Carol que faz universidade na Argentina, trouxe para nossa igreja recomendações da Iglesia Bautista del Once (@iglesiabautistadelonce), uma igreja também centenária, fundada em 1906 em Buenos Aires.

A jovem Carol (@carol.piroupo), querida por todos da PIB do Brás, já integra o grupo de jovens lá, como podemos ver nos registros fotográficos e no vídeo:

E neste domingo, no culto vespertino, já tivemos atividades do maestro com o Coral Principal. Louvamos a Deus pela vida dos músicos e dos coralistas em gratidão às famílias que se envolvem neste ministério.

O Ministério de Música da PIB do Brás é liderado pelo maestro Prado Benfica. O propósito deste ministério é estimular os membros da igreja a uma vida dinâmica de adoração a Deus, além de incentivar e orientar aqueles que tem aptidão na área da música (instrumentistas, regentes e canto) a envolverem-se com a igreja através dos seus dons musicais.

60 anos das Mensageiras do Rei na PIB do Brás

Registro do ensaio de um coral feminino muito especial, criado para as celebrações dos 60 anos das Mensageiras do Rei na PIB do Brás.

O mês terá muitas atividades para as MRs. Neste domingo, 04/09, no culto de inicio da campanha de Missões Nacionais 2022, nossas meninas vão participar levanto as bandeiras dos estados do Brasil. E, como acontece todo domingo, às às 17h, tem encontro das Mensageiras do Rei.

Salve já na agenda: no sábado, 24/09/2022, às 17h, teremos culto especial dos 60 anos das Mensageiras do Rei na PIB do Brás.

Nas Mensageiras do Rei, a menina encontra muitas oportunidades de se desenvolver socialmente, fazendo novas amizades e aprendendo a trabalhar em equipe e muito mais! Incentive as meninas da sua família a participarem.

Uma igreja viva

“Na casa da Vida, vi um altar, com lâmpadas acessas e uma cruz. Curvando-me reverentemente, olhos fechados, vi maravilhado, a Igreja Viva.

As paredes não eram de tijolos e pedra, mas de vontades consagradas, unidas com o cimento da mútua colaboração e da consagração geral ao Melhor jamais revelado.

As janelas não eram de vidros coloridos, mas dos maravilhosos sonhos, esperanças e aspirações que ecoavam visões de infinita beleza, refulgente como mil sóis

As colunas e abóbadas não se firmavam em concreto e aço, mas nos longos e incontáveis braços levantados em inúmeras e ferventes orações.

Os longos corredores não eram atapetados com passadeiras de veludo, mas com as tentações calcadas sob os pés e com as boas resoluções mantidas.

As portas nunca se fechavam, antes, constantemente estavam abertas em boas vindas à humanidade inteira; santos e pecadores, ricos e pobres, pretos , vermelhos, amarelos, brancos, todos, todos.

O altar não era de madeira esculpida, mas de corações arrependidos, envergonhados de seus pecados, , fortalecidos com a graça do perdão.

O púlpito não era de tribuna para proclamação de dogmas, mas face de luz e fogo de onde interrompiam centelhas da verdade e o impacto do poder espiritual.

O Santo Livro não era apenas um volume colocado sobre a mesa, mas base de honesto estudo da vida, diária e profundamente provada, ternamente desafiada.

A música não se compunha do som de instrumentos e vozes humanas, mas de liderança consagrada e capacidade diversificada, harmonizada na pura melodia da cooperação criadora.

E o calor vital desta igreja precedia do esforço conjunto de todos no sentido de atender a ordem do seu Chefe: IDE.”

Pensando na descrição dessa “Igreja “Viva”, devemos perguntar: A nossa Igreja é semelhante a ela ?

 Se não é, deveria ser. E para que seja, depende única e exclusivamente de cada um de nós. Isto porque, nós somos a Igreja Viva. E a nossa Igreja nunca poderá ser melhor do que nós somos. Foi Jesus que disse: “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá a luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus” (Mt. 5:13-16)

Que Deus a todos no abençoe, para que de fato sejamos uma IGREJA VIVA!

Extraído do Boletim dominical de 22/06/1975

Bonecas e o Ministério da Terceira Idade

A PIB do Brás não para!

E nossas irmãs não deixam de atender aos chamados. Na última reunião das bonequeiras missionárias nós estreamos a máquina de costura que compramos como resultado de uma campanha que lançamos há menos de um mês. Louvado e glorificado seja o nome do Senhor pelas famílias envolvidas!

Se você tem este tempo livre, junte-se a nós! Não é necessário qualquer conhecimento de costura ou de artesanato, há espaço para todas ajudarem pois fazemos uma produção em série com pequenas atividades simples como cortar tecido ou fitas, colar os adereços, encher os corpinhos das bonecas de pano e enrolar os cabelos de lã. Quem sabe costurar pode se juntar ao grupo que confecciona os corpos, vestidos e calcinhas. 

Se você não tem tempo, mas quer abençoar este projeto, pode doar insumos como lãs (novelos de lã para tricô/crochê), tecidos (de algodão), fitas de cetim, elásticos para lingerie (finos), cola quente e enchimento. Converse com a irmã diaconisa Marília Berzins, líder do Ministério da Terceira Idade, ou com as coordenadoras do projeto Bonequeiras Missionárias, Rosely Gusmão (@artsgusmao) e Samantha Shiraishi (@maecomfilhos). 

Ah, e nesta segunda-feira, 11/07, às 14h, teremos a continuidade do ministério com as Bonecas Missionárias, atividades que acontecem quinzenalmente na sala da MCM, no terceiro andar do Prédio dos Ministérios. 

O desfio de ser jovem e cristã no mundo pós-moderno

O desafio de ser jovem e cristã no mundo pós-moderno é o tema que Beatriz Roberto Mâncio, líder do Ministério de Comunicação da nossa igreja, tratará no encontro semanal da MCM no domingo, 10/07, às 17h.

A organização Mulher Cristã em Missão, idealizada pela UFMBB (@ufmbb), reune diferentes “grupos de mulheres cristãs” com o elas têm em comum: fazer Cristo conhecido, pregar e ensinar a Palavra, multiplicar os discípulos. É em prol dessa missão que elas se unem, agem e interagem na igreja, na família, no trabalho, no ambiente acadêmico, enfim, onde quer que estejam. A missão é uma só, mas cada mulher que faz parte desse grupo tem seu contexto de vida e experiências. Por isso, pensando nos diferentes estágios pelos quais passa a mulher ao longo de sua existência, a organização é formada por quatro grupos específicos: Jovem, Singular, Mãe e Plena.
Participe também do grupo de WhatsApp, moderado pela irmã diaconisa Marilia Berzins (@mariliaberzins), líder deste ministério.