Pastor Adilson Santos

A PIB do Brás é ponto de apoio da CBESP Solidária 2023

Veja o recado do diretor executivo da CBESP, pastor Adilson Santos, acerca da ajuda batista aos paulistas desabrigados e desalojados atingidos pelos temporais na região litorânea do Estado.

A Convenção Batista do Estado de São Paulo instaurou na quarta-feira, 22/02/2023, a ação CBESP Solidária, iniciativa humanitária da instituição foi criada há dois anos justamente nesse período de chuvas e acontece nesta edição em conjunto com outras organizações.

A campanha emergencial pede às igrejas e ao povo batista oração pelas famílias e pelos profissionais e voluntários atuando nos municípios afetados, e conta com apoio em donativos, como água, mantimentos e produtos de higiene.

Para essa ação, a liderança convencional no estado paulista iniciou as tratativas logo na segunda pela manhã, dia seguinte ao ocorrido. A forte chuva, que caiu no fim de semana do dia 18/02, assolou diversas cidades, provocando inundações e deslizamentos. Foram registradas até o momento cerca de 50 mortes. Mais de 2.500 pessoas estão desabrigadas. Seis municípios estão em estado de calamidade pública. Bertioga e São Sebastião estão entre os mais afetados. Receberam, respectivamente, 683 e 623 litros de água por metro quadrado. Maior índice da história do Brasil, segundo os meteorologistas.

Nossa igreja está entre os pontos oficiais de arrecadação citados no video e cresce o número de igrejas que apoiam.

Divulgue nos comentários as igrejas batistas que estão arrecadando itens também.🗨️

Viva a compaixão

Neste domingo a PIB do Brás faz a abertura oficial da Missões Mundiais para 2022 da JMM com tema precioso: Viva a compaixão!

“Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.”

Gálatas 2.20

A escolha do tema da campanha está diretamente ligada ao momento em que a humanidade viveu nos últimos dois anos. Lidar com a pandemia da Covid-19, que nos trancou em casa, nos afastou de pessoas queridas e nos fez enxergar a morte mais de perto, nos levou a pensarmos menos em nós e mais em Cristo e enxergarmos como Deus opera milagres em nosso cotidiano. E o que é viver a compaixão, senão vivermos em favor do próximo?

No final da sua carta aos Gálatas, o apóstolo Paulo escreveu: “Sem mais, que ninguém me perturbe, pois trago em meu corpo as marcas de Jesus” (6.17). É impossível viver a compaixão de Cristo sem ter Suas marcas em nossas vidas. Paulo as teve. Agora é a nossa vez de carregarmos as marcas de Jesus em nossas vidas.

O dicionário nos diz que “compaixão” significa compreender o estado emocional de outra pessoa. O sentimento de compaixão está associado a um desejo de aliviar ou minorar o sofrimento de alguém, bem como demonstrar especial gentileza para com aqueles que sofrem. Ou seja, é um sentimento que nos leva à ação de ajudar.

Quando vivemos a compaixão de Cristo, o serviço vem naturalmente e as pessoas se abrem para o Evangelho.

A compaixão é uma das principais características de Cristo evidenciada na Bíblia.

A compaixão era o que movia Cristo às multidões, como em Marcos 6.34, “Pois Jesus saiu do barco e viu uma grande multidão, teve compaixão deles”.

E assim como um vírus, a compaixão também é contagiosa. Mas ao invés de levar ao fim, ela produz vida!

No culto matutino (9h), teremos a tradicional abertura com participação de crianças, jovens e adultos e ao longo do mês os cultos terão preletores especiais. Confira:

27/03 – Culto Matutino – Pr Cleverson Bigarani / Europa

03/04 – Culto Vespertino – Pr Adilson Santos / Ásia

06/04 – Culto de Oração – Miss Pr Henrique Davanso Peixoto

10/04 – Culto Matutino – Oriente

13/04 – Culto de Oração – Ruth Cruz / Campanha Missionária

17/04 – Culto Vespertino – Pr Jesus – Hispânicos/ América

20/04 – Culto Matutino – Pr Elbio Marques / trabalho com Refugiados

24/04 – Culto Matutino – Hideraldo Laval / África